INVESTIMENTO FORA DO RADAR DE PEQUENOS INVESTIDORES | Rentabilidade indexada e superior a inflação.

Aproveite o último ano do
Mercado de Geração Distribuída

Aproveite o último ano do Mercado de Geração Distribuída

sem as taxas impostas

Benefícos da NewSun

Conheça as vantagens de investir em nosso negócio

INVESTIMENTO

Seu próprio ativo de energia solar.

Tudo por nossa conta!

ENGENHARIA

Construção, operação e manutenção.

Cuidamos de tudo!

CONTRATOS

Recebíveis de longo prazo incluso, provendo

previsibilidade e liquidez!

ATIVO

Invista de R$500 mil a R$5 milhões em seu próprio ativo e ganhe de R$ 100 mil a R$ 1 milhão por ano!

LUCRE COM ENERGIA SOLAR

PreenchA o FORMULÁRIO

Viva de renda com o setor que mais cresce no Brasil.

Um novo FUTURO chegou.

COMO TER SUA

PRÓPRIA USINA?

CADASTRO DE INTERESSE

O primeiro passo é se cadastrar. Entraremos em contato com você para uma breve entrevista, análise do seu perfil de investimento e disponibilidade financeira. Sabendo o quanto você quer investir, começamos a dimensionar o seu empreendimento.

PROJEÇÕES FINANCEIRAS

Você aprovando a dimensão do empreendimento apresentado no passo anterior, passamos para etapa de modelagem financeira. Aqui te apresentaremos todos os indicadores financeiros (como TIR, VPL, etc.) e fluxo de caixa descontado (financeiro completo).

APROVAÇÃO E LOCAÇÃO

Após aprovação da modelagem financeira, vamos partir para a apresentação do modelo de locação da sua usina. Nessa etapa apresentaremos o contrato de locação (10 anos ou mais) de sua usina e o local da instalação. Antes mesmo de assinar o contrato de construção turn-key, já alugamos seu ativo, oficializando seu pleno direito de recebíveis, que passará a correr após o início de geração de energia - start da usina.

FULL TURN-KEY,
OPERAÇÃO E GESTÃO

Após aprovação do empreendimento e assinatura dos contratos de construção (full turn-key) e locação (recebíveis da usina), construiremos a usina pra você em um de nossos terrenos. Após o comissionamento, iniciaremos o cumprimento do contrato de aluguel te pagando mensalmente o valor fixo estipulado.

COMO TER SUA

PRÓPRIA USINA?

CADASTRO DE INTERESSE

O primeiro passo é se cadastrar. Entraremos em contato com você para uma breve entrevista, análise do seu perfil de investimento e disponibilidade financeira. Sabendo o quanto você quer investir, começamos a dimensionar o seu empreendimento.

PROJEÇÕES FINANCEIRAS

Você aprovando a dimensão do empreendimento apresentado no passo anterior, passamos para etapa de modelagem financeira. Aqui te apresentaremos todos os indicadores financeiros (como TIR, VPL, etc.) e fluxo de caixa descontado (financeiro completo).

APROVAÇÃO E LOCAÇÃO

Após aprovação da modelagem financeira, vamos partir para a apresentação do modelo de locação da sua usina. Nessa etapa apresentaremos o contrato de locação (10 anos ou mais) de sua usina e o local da instalação. Antes mesmo de assinar o contrato de construção turn-key, já alugamos seu ativo, oficializando seu pleno direito de recebíveis, que passará a correr após o início de geração de energia - start da usina.

APROVAÇÃO E LOCAÇÃO

Após aprovação da modelagem financeira, vamos partir para a apresentação do modelo de locação da sua usina. Nessa etapa apresentaremos o contrato de locação (10 anos ou mais) de sua usina e o local da instalação. Antes mesmo de assinar o contrato de construção turn-key, já alugamos seu ativo, oficializando seu pleno direito de recebíveis, que passará a correr após o início de geração de energia - start da usina.

LEGISLAÇÃO

Secretaria-Geral
Subchefia para Assuntos Jurídicos

Após muita discussão acerca da “taxação da energia solar” no Brasil, finalmente foi aprovada a Lei 14.300/2022, publicada no dia 06 de janeiro de 2022. A Lei estabelece regras e critérios gerais para a Geração Distribuída no Brasil ficando conhecido como “Marco legal da GD“, quebrando anos de insegurança jurídica no setor, a Lei cria justamente um ambiente de segurança e clareza jurídica para o setor. Porém, dentre diversas regras estabelecidas, a Lei traz a nova regra de “Custo do fio” para usinas em geração distribuída. Atualmente, a compensação dos créditos energéticos se dá de 1 pra 1, ou seja, se sua usina gera 1 kWh ela compensa os mesmos 1 kWh junto as unidades consumidoras cadastradas no sistema. A Lei altera essa proporcionalidade e define que para todo e qualquer projeto de Geração Distribuída homologado após 12 meses da publicação da mesma, passará a arcar com os custos de distribuição (TUSD) de forma gradual, iniciando em 15% em 2023 até 90% em 2029. Em outras palavras, a tarifa de energia elétrica que é composta basicamente por TE (Tarifa de Energia) e TUSD (Tarifa de Uso do Sistema de Distribuição), deixará de ser “compensada” em sua totalidade (1 pra 1) para as unidades consumidoras que se beneficiam dos créditos energéticos oriundos de uma usina fotovoltaica, qualquer que seja o tamanho. Seria o fim do setor de energia solar? Não. Não é pra tanto. O negócio fica menos atrativo, uma vez que somente os empreendimentos homologados até 07/01/2023 terão o direito adquirido dos benefícios atuais (compensação 1 pra 1) garantidos até 2045. Por isso dizemos que é o último ano da GD da forma como conhecemos. Os altos retornos desse negócio, que podem chegar a 28% a.a. estão restritos a empreendimentos que forem homologados somente até a data citada. Ou seja, quem quer aproveitar a oportunidade de entrar nesse seleto setor de investimento em energia solar e ganhar dinheiro com isso tem que correr…

TRACK - RECORD

Operação, Manutenção, Segurança,

tudo por nossa conta!

Fale conosco agora